Revelando áreas, masmorras e a Série 9 de JxJ de Cataclysm Classic

por Blizzard Entertainment em May 13th às 5:00pm

Cataclysm Classic™ oferece sete novas áreas para explorar, nove novas masmorras e muito mais a partir das 19h de 20 de maio (horário de Brasília) em todo o mundo. O dia 28 de maio também traz o início de uma nova Série de JxJ, seguida pela abertura de três novas masmorras no dia 30 de maio, às 19h (horário de Brasília), em todo o mundo. Faça uma viagem pelas terras devastadas e mergulhe nas profundezas do que esta experiência clássica tem a oferecer.

Confira o que vem aí:

  • Sete novas áreas: Kezan (já disponível), Guilnéas (já disponível), Monte Hyjal, Vashj'ir, Planalto do Crepúsculo, Uldum, Geodomo
  • Nove novas masmorras: Caverna Rocha Negra, Trono das Marés, Pináculo do Vórtice, Litocerne, Cidade Perdida de Tol'vir, Salões Primordiais, Grim Batol, Minas Mortas (Heroico) e Bastilha da Presa Negra (Heroico).
  • Série 9 de JxJ, incluindo Arenas Ranqueadas e Campos de Batalha Ranqueados.
  • Três novas masmorras de raide da Série 9: Bastião do Crepúsculo, Descenso do Asa Negra e Trono dos Quatro Ventos.

Visão geral das áreas de Cataclysm Classic

Embarcando em uma jornada pelas terras reformuladas de Azeroth em Cataclysm Classic, os aventureiros descobrirão sete novas áreas, cada uma com seus próprios desafios e histórias.

  • Kezan: Nova área inicial dos goblins (já disponível)
    Kezan, a área inicial dos goblins, é uma ilha tropical paradisíaca que se tornou uma potência industrial. Os jogadores vivenciarão a cultura versátil e lucrativa dos goblins antes que o instável vulcão da ilha entre em erupção.
  • Guilnéas: nova área inicial dos worgens (já disponível)
    Guilnéas, uma terra envolta em mistérios, é a área inicial dos worgens. Aqui, os jogadores descobrirão a maldição que transforma os habitantes em feras cruéis e a luta para retomar sua terra natal.
  • Monte Hyjal (80-82)
    Reverenciado como um lugar sagrado pelos elfos noturnos, o Monte Hyjal está sitiado por Ragnaros, que pretende queimar Nordrassil, a Árvore do Mundo. Heróis são chamados para ajudar os Guardiões de Hyjal, uma nova facção dedicada a proteger esta terra ancestral.
  • Vashj'ir (80-82)
    Vashj'ir, uma extensa área submersa, é um reino submerso repleto de vida aquática e dos restos de uma civilização perdida dos Altaneiros. Os jogadores navegarão pelas profundezas, descobrindo mistérios das nagas e de sua rainha, Azshara.
  • Geodomo (82-83)
    Localizado dentro do Plano Elemental, o Geodomo é o domínio de Therazane, a Petramáter. Esta área é onde Asa da Morte fez seu retorno cataclísmico a Azeroth.
  • Uldum (83-84)
    Uldum é uma terra de vastos desertos e arquitetura monumental. Ela guarda segredos dos titãs e é cobiçada pelo nefasto Asa da Morte e seus aliados devido a seus poderosos artefatos.
  • Planalto do Crepúsculo (84-85)
    Lar dos anões do Martelo Feroz e dos orcs Presa do Dragão, o Planalto do Crepúsculo é palco de muitos conflitos. A área também serve de entrada para o Bastião do Crepúsculo, onde residem Cho'gall e sua seita Martelo do Crepúsculo.

Cada área oferece uma parte única da história do mundo e apresenta aos jogadores novas missões, masmorras e raides. À medida que atravessarem essas terras, os aventureiros vão testemunhar as consequências da destruição do Asa da Morte e unirão forças com os defensores de Azeroth para restaurar o equilíbrio.


Imergindo nas profundezas: visão geral das masmorras

Prepare-se para enfrentar nove masmorras de Cataclysm Classic: Caverna Rocha Negra, Trono das Marés, Pináculo do Vórtice, Litocerne, Cidade Perdida de Tol'vir, Salões Primordiais, Grim Batol, Minas Mortas e Bastilha da Presa Negra. Saiba mais sobre cada chefe, suas habilidades e os saques que você pode ganhar ao derrotá-lo conferindo o Almanaque de Masmorras. (Shift-J) Todas as masmorras estão disponíveis para personagens de nível máximo (85) no modo Heroico.

Rumores sugerem que o próprio Asa da Morte abriu o labirinto subterrâneo que permite ao Martelo do Crepúsculo transportar secretamente elementais do majestoso Monte Hyjal para a Montanha Rocha Negra. Um centro vital desta rede sombria é a Caverna Rocha Negra, onde está localizada a forja escaldante da seita e alguns de seus experimentos mais atrozes, como a transformação de sectários em draconianos crepusculares.

Área: Estepes Ardentes
Modo: Normal, Heroico
Nível: 80+
Chefes: 5

  • Rom'ogg Esmaga-ossos: Um dos raros ogros considerados "elos perdidos" de Terralém, Rom'ogg Esmaga-ossos atiçou o interesse do Martelo do Crepúsculo com o tratamento cruel que dispensava aos ogros. Ele agora governa a Câmara de Incineração, saciando seu apetite sádico ao infligir dor a todos.
  • Corla, a Arauto do Crepúsculo: outrora uma talentosa maga do Kirin Tor, Corla agora serve ao Martelo do Crepúsculo com resoluta devoção. Ela consagra os colegas zelotes com essência de dragões etéreos para transformá-los em ameaçadores draconídeos do crepúsculo.
  • Karsh Dobraferro: o enorme draconídeo Karsh Dobraferro labuta na Forja do Crepúsculo fazendo armas de guerra usando o raro mercúrio. As peças produzidas por Karsh são praticamente indestrutíveis em condições normais, mas sob altas temperaturas ficam quebradiças como metal enferrujado.
  • Bela: a história da Bela é tão antiga quanto o tempo, uma canção tão soturna quanto o vento. Fera, o consorte da Bela, foi morto por heróis no Pico da Rocha Negra. Desde então Bela e seus quatro filhotes juntaram forças com o Martelo do Crepúsculo em busca de vingança contra os assassinos da Fera.
  • Lorde Ascendente Obsidius: por sua dedicação obstinada e seu pendor para a crueldade, o poderoso xamã Dessirik, o Degenerado, recebeu a graça da ascensão: um sombrio ritual infundiu-lhe poderes elementais e o transformou em uma monstruosidade conhecida como lorde ascendente Obsidius.

Dizem que o ouro das Minas Mortas representava cerca de um terço das reservas do tesouro de Ventobravo. Em meio ao caos da Primeira Guerra, as minas foram abandonadas. Depois, acreditou-se que fossem assombradas, o que as deixou relativamente intocadas até a Irmandade Défias — um grupo de ex-trabalhadores que se voltaram para o crime — reivindicar o labirinto como a base de suas atividades subversivas contra Ventobravo.

Área: Cerro Oeste
Modo: Normal, Heroico
Nível: 10+ no modo Normal (já disponível)

Chefes: 5 (6 no modo Heroico)

  • Falagrum: em um acesso de raiva, Falagrum libertou as próprias habilidades mágicas e reduziu sua gruta a cinzas. Ao tomar conhecimento de tamanho talento destrutivo, os Défias contrataram o gigantesco ogro-mago como capataz das Minas Mortas.
  • Helix Quebracâmbio: ex-engenheiro do Cartel Borraquilha, Helix recebeu da Irmandade Défias uma proposta de trabalho envolvendo uma quantia muito maior do que jamais poderia receber como um anônimo artífice da Horda. Helix aceitou a oferta sem pestanejar, renunciando às antigas alianças... como qualquer goblin talentoso faria.
  • Ceifador de Inimigos 5000: os engenheiros Défias dedicam-se há muitos e longos anos ao aperfeiçoamento de um protótipo de ceifador baseado no Ceifador de Inimigos 4000. Quando o novo modelo estiver pronto, a irmandade acredita que este terror mecanizado passará sobre os soldados de Ventobravo como uma foice ceifando o trigo.
  • Almirante Rosnarrasga: James Harrington, ao ser contaminado pela maldição worgen, destruiu sua amada família e sua carreira como homem do mar em uma gélida noite de sangue. Assumindo a alcunha de Rosnarrasga, o worgen fugiu para Cerro Oeste e aceitou comandar a Fortaleza Flutuante da Irmandade Défias.
  • "Capitão" Biscoito: Biscoito se autoproclamou capitão da Fortaleza Flutuante da Irmandade Défias após a morte do comandante anterior. Biscoito ainda cumpre sua função oficial como cozinheiro de bordo, e diz-se que todos que questionaram sua liderança sofreram gravíssimos casos de intoxicação alimentar.
  • Vanessa VanCleef (apenas modo Heroico): ainda muito jovem, Vanessa testemunhou a terrível morte do pai, Edwin VanCleef, o então líder dos Défias. Desde então, Vanessa tomou para si o comando da irmandade e anseia por vingança contra Ventobravo, tramando planos sórdidos por entre os sombrios corredores da fortaleza Défias, nas Minas Mortas.

Dominando o Vilarejo Lenhardente, no alto dos penhascos no sul da Floresta de Pinhaprata, a sombra da Bastilha da Presa Negra é tão sinistra quanto seu legado. Forças sombrias ocupam as ruínas do que antigamente foi o lar dos worgens do arquimago louco Arugal. O vulto inquieto do Barão Silverlaine lá permanece, enquanto Lorde Godfrey e seu conluio de ex-nobres guilneanos conspiram contra seus inimigos, tanto vivos quanto mortos-vivos.

Área: Floresta de Pinhaprata
Modo: Normal, Heroico
Nível: 11+ no modo Normal (já disponível)

Chefes: 5

  • Barão Ashbury: assassinado por worgens e trazido à morte-viva pelos Renegados, o traiçoeiro barão Ashbury brinca com os inimigos, mantendo-os vivos para assim infligir-lhes o máximo de dor e sofrimento.
  • Barão Silverlaine: O barão Silverlaine era castelão até que seu forte caiu sob os worgens de Arugal. Agora, seu espírito amaldiçoado evoca as feras mesmas que o mortificaram, para punir qualquer um que ousar invadir sua casa.
  • Comandante Floraval: soldado leal, o fantasma do comandante Floraval assombra a sala do conselho, valendo-se de golpes profanos para vingar seu senhor, o barão Silverlaine.
  • Lorde Walden: braço direito de Godfrey, o arrogante lorde Walden jurou defender seu conterrâneo a qualquer custo — até a morte. Agora morto-vivo, Walden mantém a palavra e ataca adversários com gelo e peçonha.
  • Lorde Godfrey: valendo-se de sua origem aristocrática guilneana e de seu passado como agente dos Renegados, o astuto e versátil lorde Godfrey empunha duas pistolas e comanda uma tropa de implacáveis carniçais comedores de carne.

Não se engane com o exterior majestoso de Grim Batol. Muitas das câmaras dessa fortaleza montanhosa jazem profundamente enterradas no Planalto do Crepúsculo. A cidade, que já foi a fortaleza dos anões Martelo Feroz e, mais tarde, foi usada pelos orcs como prisão para Alexstrasza, hoje está nas garras do Martelo do Crepúsculo.

Os heróis bravos o suficiente para se infiltrarem nas profundezas da fortaleza devem confrontar os agentes do Asa da Morte para dar fim ao misterioso mal que lá habita.

Área: Planalto do Crepúsculo
Modo: Normal, Heroico
Nível: 84+

Chefes: 4

  • General Umbriss: o cruel general Umbriss comanda sectários e dragomorfos do crepúsculo na defesa da fortaleza de Grim Batol, que sofre constante ataque dos campeões de Azeroth e seus aliados, os dragões vermelhos.
  • Mestre Forjador Throngus: ferreiro do Martelo do Crepúsculo, este gigantesco gorjala não hesitará em usar o armamento que ele próprio forjou para aniquilar invasores.
  • Drahga Queimassombra: este mensageiro do Martelo do Crepúsculo está em missão para o Bastião do Crepúsculo. Caso seus lacaios de fogo sejam derrotados por guerreiros, Drahga liberará um portento destrutivo sobre os defensores de Azeroth.
  • Erúdax, o Duque do Abismo: Asa da Morte destacou um de seus melhores oficiais para descobrir um segredo que muitos dragões vermelhos morreram para proteger. Das entranhas cavernosas do Geodomo, este general sem-rosto lançará mão da próxima geração do poder dragônico para eliminar aqueles que forem tolos o bastante para desafiá-lo.

Construídos pelos grandes titãs, os Salões Primordiais estão repletos de relíquias antigas e guardiões temíveis para protegê-las. Há rumores de que o complexo contém, ainda, uma arma devastadora capaz de reordenar toda a vida em Azeroth. Asa da Morte iniciou uma busca pelo terrível dispositivo por meio de Al'Akir, o Senhor dos Ventos. O sistema de comunicação da instalação já foi totalmente corrompido pelos agentes dele, mas a arma ainda lhe escapa.

Área: Uldum
Modo: Normal, Heroico
Nível: 83+

Chefes: 7

  • Guardião do Templo Anhuur: nos derradeiros dias da ocupação dos Salões Primordiais por tropas titânicas, o guardião do templo Anhuur foi dotado da força de vontade necessária para empunhar a Luz. Fortalecido, Anhuur recebeu a tarefa de julgar a pureza daqueles que adentram o lugar.
  • Ptah Furitérreo: a areia em torno do túmulo de Ptah Furitérreo está coberta pelos ossos das criaturas purificadas por Anhuur. Dizem que Ptah consegue manipular essas ossadas e enviá-las contra todos que escapam da primeira linha de defesa do lugar.
  • Anraphet: a unidade de manutenção Anraphet foi criada para cuidar do trabalho interno nos Salões Primordiais. Caso os Salões sejam contaminados por entidades estranhas ao lugar, Anraphet acessará programas desenvolvidos para aniquilar invasores a qualquer custo.
  • Isiset, o Constructo Mágico: Isiset dedica-se a regular as energias arcanas contidas e criadas nos Salões Primordiais. Diz-se que ela ficou extasiada pela própria maestria arcana e pela perfeição que aparentemente essas energias lhe concedem.
  • Ammunae, Constructo Vital: embora tenha sido projetado para reduzir Azeroth a seus elementos básicos, o sistema reordenador dos Salões Primordiais também cria vida. Para tanto, o constructo Ammunae regula as energias naturais que cruzam a estrutura para garantir que a vida persistirá em uma Azeroth remodelada.
  • Setesh, o Constructo Destrutivo: dado o propósito dos Salões Primordiais, os titãs consideraram necessária a criação de Setesh, um constructo que controla os poderes destrutivos. Caso Setesh ceda à corrupção, os resultados poderão ser desastrosos.
  • Rajh, o Constructo do Sol: Rajh cuida das energias que tanto instilaram vida como trouxeram morte para muitos da sua espécie. Considerado o mais poderoso dos contructos, Rajh detém o poder de liberar a fúria de mil sóis sobre Azeroth.

A Cidade Perdida dos Tol’vir é a fortaleza dos Neferset, uma facção de tol’vir semifelinos que juraram lealdade ao Asa da Morte em troca de uma cura para a maldição da carne, que transformou seu couro pedregoso em macia pele. Com a aflição expurgada, os tol’vir se voltaram contra o próprio benfeitor, mas permanecem irrevogavelmente perversos e hostis devido ao pacto obscuro que fizeram.

Área: Uldum
Modo: Normal, Heroico
Nível: 83+

Chefes: 4

  • General Husam: os titãs pessoalmente nomearam o general Husam como um dos mais notáveis guardiões de Uldum. Depois que Siamat, o Senhor do Vento Sul, curou a maldição da carne dos tol’vir Neferset, Hussam liderou uma rebelião que culminou na prisão do elemental do ar.
  • Trancabucho: Em meio à caótica insurreição dos Neferset contra Siamat, o pigmeu Augh saqueou todos os tesouros que encontrou na antiga cidade tol’vírica. Entre os seus, o pigmeu é respeitado tanto pela astúcia como pelo crocolisco de estimação, o Trancabucho.
  • Sumo Profeta Barim: o sumo profeta Barim é o santificado líder espiritual dos Neferset. Ao lado do general Husam, ele chamou os compatriotas às armas contra Siamat e capturou o elemental do ar. A despeito disso, alguma força sombria ainda leva Barim e seus seguidores a aterrorizar Uldum.
  • Siamat: a remoção da maldição da carne que assolava os tol’vir Neferset deixou exaurido o temível Siamat. Aproveitando-se do momento de fragilidade do elemental, os tol’vir usaram de mágica para prender Siamat no centro da antiga cidade tol’vírica assolada pelo vento.

Dentro do Templo da Terra, encerrado no coração do Geodomo, está o Litocerne. Foi dentro destas cavernas que o Martelo do Crepúsculo trabalhou no Asa da Morte, forjando placas de elemêntio para o corpo do Aspecto na tentativa de manter a integridade de sua forma atormentada. Com sua renovação completa, Asa da Morte alçou seu voo para Azeroth, despedaçando o Pilar do Mundo e desestabilizando a região do Geodomo.

Área: Geodomo
Modo: Normal, Heroico
Nível: 81+

Chefes: 4

  • Corborus: Asa da Morte escravizou o colossal litoverme Corborus e obrigou-o a extrair a grande quantidade de elemêntio necessária para forjar a nova couraça do Aspecto Dragônico. Com a partida do Asa da Morte, no entanto, Corborus libertou-se e agora assola o Litocerne com fúria cega.
  • Couro-pétreo: com os poderes de Aspecto da Terra amplificados pelos Deuses Antigos, Asa da Morte facilmente arregimentou as serpes de pedra para o Martelo do Crepúsculo. Couro-pétreo, umas das mais ambiciosas dessas criaturas, pretende cair nas graças do Asa da Morte exterminando todos os intrusos atrevidos o bastante para entrar no Litocerne.
  • Ozruk: Ozruk é um dos guardiões do Litocerne desde a criação do Geodomo. Não se sabe o motivo por que Ozruk permaneceu no Litocerne, mas está claro que o guardião agora acredita que qualquer um que se oponha ao Asa da Morte é um ameaça ao Geodomo e deve ser eliminado.
  • Alta-sacerdotisa Azil: a alta-sacerdotisa Azil é uma das raras sobreviventes da comunhão com os lúgubres mestres do Martelo do Crepúsculo, ainda que lhe reste muito pouco de sanidade. Azil instila o terror entre sectários inferiores para que eles se sacrifiquem sem hesitar ao comando de seus mestres.

Nas vastidões insondáveis do Oceano Abissal está o Trono das Marés. De lá, o grande senhor elemental Neptulon, o Caçamaré, vigiou e protegeu seu domínio aquático por eras. Agora, ele enfrenta seu maior desafio: forças sinuosas das nagas e dos maléficos sem-rosto ameaçam depô-lo, deixando o reino e seus segredos desprotegidos, à mercê da pilhagem e da destruição.

Área: Vashj’ir (Profundezas Abissais)
Modo: Normal, Heroico
Nível: 80+
Chefes: 4

  • Lady Naz’jar: Lady Naz’jar foi o pivô da retomada de Vashj’ir dos brutais Kvaldir e caiu nas graças de Sua Majestade, a Rainha Azshara. Recentemente, Naz’jar liderou um ataque contra Neptulon e conseguiu encurralar o poderoso senhor elemental na sala do trono.
  • Comandante Ulthok, o Príncipe Infectado: Ulthok é uma criatura incrivelmente velha enviada pelos Deuses Antigos para ajudar lady Naz’jar a invadir o Trono das Marés. De posse de sinistros poderes, Ulthok comanda legiões de sem-rosto como ele nas profundas trincheiras que cercam Vashj’ir.
  • Dobramentes Ghur’sha: após heroicas proezas na Brecha Abissal, o xamã da Harmonia Telúrica Erunak Falapedra foi sequestrado por tropas nagas e feito escravo pelo dobramentes Ghur’sha. Teme-se que essa aberração parasítica tenha dominado a mente, o corpo e os poderes xamânicos devastadores de Erunak.
  • Ozumat: as histórias de monstruosos krakens que aterrorizam os mares de Azeroth já foram consideradas mitos... Não mais, no entanto. De alguma maneira sórdida, as nagas dominaram Ozumat, o patriarca dos krakens, e o mandaram atacar Neptulon e seus seguidores.

O Pináculo do Vórtice existe no plano elemental da Muralha Celeste. Suas construções elegantes, ornamentadas de ouro e bronze, se erguem sobre plataformas ligadas por ar. Apesar da beleza exterior, o pináculo abriga os tol’vir Neferset e legiões elementais do impiedoso Senhor dos Ventos, Al’Akir. Enquanto a barreira entre a Muralha Celeste e Azeroth estiver aberta, o terror choverá dos céus sobre Uldum.

Área: Uldum
Modo: Normal, Heroico
Nível: 82+

Chefes: 3

  • Grã-vizir Ertan: sob o comando de Asaad, Ertan defende o Pináculo do Vórtice contra qualquer habitante da terra que ouse invadir o reino. Para tanto, foi concedida a essa nobre elemental a maestria sobre as forças primordiais dos relâmpagos e dos ventos.
  • Altairus: o colossal corisserpe Altairus vigia obstinadamente as plataformas flutuantes do Pináculo do Vórtice. A energia das tempestades pulsa em Altarius, e diz-se que esse ser comanda os ventos que açoitam a fortaleza elemental.
  • Asaad, o Califa dos Zéfiros: o temível elemental Asaad foi feito guardião do Pináculo do Vórtice pelo próprio Al’Akir. Com Siamat, o Senhor do Vento Sul, aprisionado pelos tol’vir Neferset, Asaad acredita que ascenderá ao Conclave do Vento se cumprir bem a função.

A Série 9 de JxJ começa em 28 de maio

Prepare-se para encarar a nova série de JxJ, que vai começar com as reinicializações semanais. Os jogadores poderão reunir suas equipes para encarar o desafio das Arenas Ranqueadas e dos Campos de Batalha Ranqueados e ganhar pontos de Dominação para gastar com equipamentos de JxJ novos e mais poderosos.

A Série 9 prepara o terreno para uma experiência JxJ dinâmica.


Novas masmorras de raide: a batalha começa em 30 de maio

A partir das 19h de 30 de maio (horário de Brasília) no mundo todo, os jogadores de nível 85 poderão dar seus primeiros passos em três novas masmorras de raide: Bastião do Crepúsculo, Descenso do Asa Negra e Trono dos Quatro Ventos.

O Bastião do Crepúsculo se ergue como um símbolo sombrio do poder avassalador dos Deuses Antigos em Azeroth. Várias ramificações do Martelo do Crepúsculo habitam as profundezas do gigantesco complexo, considerado o principal centro de comando da seita, junto com Cho’gall, seu líder perturbado. Lá, ele e seus lacaios conspiram para concretizar as visões apocalípticas dos Deuses Antigos privando Azeroth de toda esperança, sanidade e vida.

Área: Planalto do Crepúsculo
Modo: (10) Normal, (10) Heroico, (25) Normal, (25) Heroico
Chefes: 4 (5 no modo Heroico)

  • Halfus Quebra-serpe: imbuído de poder inatural e vigor por Cho’gall, o gorjala Halfus Quebra-serpe captura dragões para serem usados como matéria-prima dos rituais do Martelo do Crepúsculo. Para ajudá-lo na caçada, Halfus escravizou um beemote proto-dragão.
  • Valiona e Theralion: tornados adultos por meio de magia, Valiona e Theralion seriam modelos de uma nova ninhada de dragões do crepúsculo, líderes de sua linhagem no esforço para arrasar Azeroth. No entanto, a dupla desperdiça seus incríveis poderes brigando entre si.
  • Conselho Ascendente: com os mais poderosos sectários do Martelo do Crepúsculo transformados em elementais, os membros do Conselho Ascendente há muito deixaram para trás suas existências como meros mortais. De seu santuário malévolo, o Conselho supervisiona a seleção de candidatos à ascensão.
  • Cho’gall: sob o domínio de Cho’gall, o clã órquico Martelo do Crepúsculo transformou-se em um culto assassino obcecado pelos Deuses Antigos e o arauto deles, Asa da Morte. O contato prolongado com o sombrio mestre corrompeu terrivelmente o corpo e a mente de Cho’gall.
  • Sinestra (apenas modo Heroico): a consorte predileta de Asa da Morte, criou os primeiros dragões do crepúsculo, mas acabou morta por uma de suas criações terríveis. Sinestra agora é apenas uma couraça devastada, reanimada por magias pérfidas, que supervisiona a criação de novas ninhadas do crepúsculo.

Acreditava-se que as tentativas distorcidas de Nefarian de criar uma nova linhagem de dragões haviam sido interrompidas após a morte dele no Covil Asa Negra. No entanto, vêm surgindo histórias de que o Asa da Morte, pai de Nefarian, o reanimou e o pôs a trabalhar no Descenso do Asa Negra. Teme-se que os experimentos bizarros lá conduzidos sejam muito mais hediondos do que os crimes anteriores de Nefarian contra a natureza.

Área: Estepes Ardentes
Modo: (10) Normal, (10) Heroico, (25) Normal, (25) Heroico
Chefes: 6

  • Sistema de Defesa Omnitron: o Sistema de Defesa Omnitron foi um dia exaltado como a grande maravilha tecnológica dos anões Ferro Negro. Ao chegar no Descenso do Asa Negra, Nefarian aproveitou o sistema desativado para aniquilar qualquer um que invadir seu laboratório.
  • Magorja : Magorja é um colossal verme de lava evocado das Terras do Fogo há séculos pelos Ferro Negro, notórios serviçais de Ragnaros. Nefarian considera Magorja uma peste inconveniente, mas apegou-se ao hábito de alimentar a fera com experimentos fracassados... e servos.
  • Atramedes: Atramedes, ou Experimento 25463-D, é fruto de uma tentativa fracassada de aprimorar os sentidos de um dragonete negro. O unguento tóxico aplicado sobre o filhote roubou-lhe a visão, deixando-o dependente da audição e do olfato para sobreviver. Uma história trágica... não fosse Atramedes um ser tão maléfico.
  • Khímaron: aterrorizante. Horroroso. Maléfico. Mata!
  • Maloriak: Malory era um jovem e brilhante alquimista humano até ser sequestrado por Nefarian e ter o corpo fundido com o de um dragomorfo. O ser resultante, Maloriak, é apenas um canhestro lacaio, pálido reflexo da inteligência de outrora.
  • O Fim de Nefarian: filho do Asa da Morte, Nefarian ficou conhecido pelas infames tentativas de criar dragões cromáticos a partir da essência de várias revoadas de Azeroth. Nefarian pereceu no Covil Asa Negra, mas foi ressuscitado por Asa da Morte para dar seguimento a seus propósitos pérfidos.

Lar de Al’Akir, o Senhor dos Ventos, o Trono dos Quatro Ventos plana alto, por entre os horizontes infinitos da Muralha Celeste. Agora que as barreiras do Plano Elemental foram rompidas, Al’Akir está livre para ir e vir pelos ares de Azeroth a seu bel-prazer. Ele reuniu suas tempestades mais ferozes para escorraçar todas as formas de vida de Uldum e tomar os misteriosos Salões Primordiais titânicos.

Área: Uldum
Modo: (10) Normal, (10) Heroico, (25) Normal, (25) Heroico
Chefes: 2

  • O Conclave do Vento: com Siamat, o Senhor do Vento Sul, aprisionado pelos tol’vir, os tenentes de Al’Akir competem para ocupar o posto vago no Conclave do Vento. Os membros restantes são Anshal, Senhor do Vento Oeste, cujas brisas envenenam os inimigos e curam os aliados; Rohash, Senhor do Vento Leste, cujas tempestades transformam as maiores montanhas em montes de pó; e Nezir, Senhor do Vento Norte, cujas tormentas gélidas já levaram mais vidas do que todos os outros senhores dos ventos juntos.
  • Al’Akir: dotado de grande inteligência e astúcia, Al’Akir, o Senhor dos Ventos, foi o principal tático dos terríveis exércitos dos Deuses Antigos. Com o Cataclismo, Al’Akir alinhou-se a Asa da Morte e voltou seus poderes divinos contra muitas das ancestrais nêmesis tol’vir dos elementais do ar.

Navegue pelo terreno tumultuoso de Azeroth e explore áreas alteradas pela fúria elemental e masmorras repletas de perigos inimagináveis. O início da Série 9 de JxJ também trará uma era de competição acirrada em que cada batalha é uma prova de habilidade e estratégia. O chamado de Azeroth ecoa retumbante, e ela convoca seus campeões para pegar em armas e gravar seus triunfos e lendas no próprio solo. Estamos ansiosos para nossas próximas aventuras com vocês.